Cirurgia Bariátrica: descubra quais são os tipos de cirurgia e quem pode fazer!

Existem quatro procedimentos cirúrgicos reconhecidos cientificamente para controle da obesidade.

Na luta contra a obesidade, a cirurgia bariátrica vem sendo um dos principais procedimentos realizados no Brasil. Uma prova disso é que, segundo os dados levantados pela SBCBM (Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica), essa operação aumentou em 47% nos últimos 05 anos.  Além disso, de acordo com o Ministério da Saúde, a obesidade já é uma realidade que atinge cerca de 20% da população nacional.

Diante desse cenário, dúvidas sobre cirurgia bariátrica acabam sendo cada vez mais comuns. Logo, veja neste artigo quais são os tipos de cirurgia bariátrica e quem pode fazer!

Entenda quais são os 04 tipos de cirurgia bariátrica

A primeira coisa que você precisa entender sobre a cirurgia bariátrica, é que esse procedimento tem como objetivo promover o controle da obesidade. Sendo assim, ela só é indicada em situações nas quais exercícios físicos e dietas não causam mais efeito. Contudo, problemas como diabetes, hipertensão, doenças cardiovasculares, entre outras, estimuladas pela obesidade tornam-se comuns.

Outro fator importante é que para realizar essa cirurgia, o paciente deve apresentar um índice de massa corporal (IMC) maior ou igual a 40 kg/m² ou IMC entre 35 e 40 com alguma doença clínica que esteja relacionada ou piorada com a obesidade.  Agora, em relação às contraindicações, a cirurgia bariátrica não é indicada para os que sofrem de algum tipo de deficiência intelectual, que tenham IMC entre 25,1 e 29,9 e sofram com doenças genéticas.

Além disso, graças aos avanços da medicina, hoje a cirurgia bariátrica pode ser feita por diferentes técnicas, podendo ser por via aberta (com cortes na parede abdominal) ou por via videolaparoscópica (pequenos cortes eom colocação de câmera dentro de abdome). Destacamos os quatro procedimentos mais feitos:

1- Banda gástrica ajustável

Conhecida por ser a cirurgia bariátrica menos invasiva. Neste tipo de procedimento um anel é colocado em volta do estômago. A partir disso, o tamanho da pequema bolsa gástrica é consideravelmente reduzido, fazendo assim com que o paciente ingira menos alimentos. Vale lembrar também que essa técnica é a que oferece menos riscos para a saúde do paciente. No entanto, é contraindicada para os que sofrem de esofagite, refluxo e hérnia de hiato volumosa.

2- Bypass gástrico

Diferente da técnica de banda gástrica, o bypass gástrico é um procedimento um pouco mais invasivo, poré,m muito seguro. Isso porque, nesse tipo de cirurgiaé cortado uma parte do estômagoe do intestino,sem serem  retirados. Em seguida,  o cirurgião faz uma ligação entre o começo do intestino e o estômago. Dessa forma, o espaço disponível para receber os alimentos é diminuído, fazendo assim com que paciente possa reduzir a quantidade de calorias ingeridas, melhorando as doenças associadas, como o diabetes.

Por ser uma cirurgia mais complexa, os resultados alcançados acabam sendo bem mais visíveis. Já que é possível perder cerca de até 40% do peso total.

3- Gastrectomia vertical ou sleeve

Na gastrectomia vertical, diferentemente do bypass gástrico, uma parte do estômago é retirada. Contudo, a ligação natural entre o estômago e o intestino é mantida.  Com esse procedimento o tamanho do estômago é reduzido, sem que ocorra alterações no intestino.

4 -Derivação biliopancreática 

Na cirurgia de derivação biliopancreática, o paciente tem uma parte do seu estômago retirada e nointestino delgadoé feito um grande desvio, bem maior que no by-pass.. Outro diferencial dessa cirurgia é que por meio dela os alimentos e o suco digestivo encontram-se a 100 cm antes de acabar no intestino delgado.

O que você achou deste artigo sobre cirurgia bariátrica? Restou mais alguma dúvida? Compartilhe com a gente a sua opinião e fique por dentro deste portal!

 

 

Compartilhe!

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.