Intolerância a lactose: causas, sintomas e tratamentos.

intolerância-lactose-causas-sintomas-e-tratamentos-01

A falta lactase é o principal estímulo para a má absorção dos laticínios.

A intolerância a lactose é um mal que já atinge cerca de 70% da população adulta brasileira. Os acometidos por esse problema, na maioria das vezes, apresentam os mesmos sintomas. Sendo assim, inchaços abdominais, cólicas, enjoos e, até mesmo, diarreias são consequências comuns quando alimentos a base de leite são ingeridos.

Caso você desconfie que os lácteos estejam causando seus desconfortos, veja neste artigo as informações mais relevantes sobre o assunto.

Primeiro, entenda o que é lactose!

Para quem ainda não está tão familiarizado com o tema, é importante saber que a lactose nada mais é do que o açúcar natural do leite. Além disso, tal substância pode ser encontrada na produção láctea de qualquer mamífero. No organismo do ser humano, tanto o leite, como seus derivados servem de fonte de energia para as células.

Contudo, para que todos os nutrientes da lactose sejam aproveitados, é necessário que suas partículas quebrem-se e, assim, formem a galactose a glicose.

O que pode causar intolerância a lactose?

Por trás do processo de quebra, que resulta na galactose e glicose, encontra-se uma enzima chamada lactase. Logo, quando há uma deficiência dessa enzima, produzida pelo intestino delgado, as moléculas da lactose acabam não sendo alteradas em glucose e galactose.

Vale lembrar, também, que a intolerância a lactose pode ser acometida de diferentes formas. Na maioria das vezes, o mal-estar causado pela ingestão do leite pode estar relacionado à idade. Já que com o passar do tempo a lactase é menos produzida pelo organismo.

Há também as situações mais raras, nas quais o indivíduo nasce sem a capacidade de produzir a lactase. Nesses casos a ingestão do leite, ou qualquer derivado, passa a ser excluída.

Veja quais são os principais sintomas da intolerância a lactose

Os sintomas da intolerância a lactose caracterizam-se sempre em dores abdominais e incômodos digestivos. Porém, há outros recorrentes, são eles:

  • Arroto, diarreia, gordura nas fezes, inchaço, indigestão, náusea ou flatulência.

Nos bebês os sintomas mais recorrentes são os de cólica, dores de estômago, incapacidade de se desenvolver ou mal-estar. Vale ressaltar que todo o desconforto já começa aparecer após 30 minutos que um lácteo é ingerido.

Como é feito o diagnóstico de intolerância a lactose!

Assim como qualquer problema, para saber se você, também, tem intolerância a lactose, é necessário um diagnóstico dado por gastroenterologista. Os exames solicitados por esse profissional dividem-se basicamente em exame de tolerância à lactose, exame de hidrogênio expirado e medidor de ácidos.

Saiba mais também como funciona o tratamento da intolerância lactose!

Após o diagnóstico, o tratamento da intolerância a lactose deve ser mediado de acordo com a complexidade do problema.  Portanto, em casos mais leves, por exemplo, o paciente poderá consumir lacticínios, desde que o mesmo faça uma suplementação à base de lactase. Já em situações mais complexas todo derivado do leite deve ser evitado.

Conseguiu entender melhor sobre intolerância a lactose? Compartilhe com a gente a sua opinião!
E para ficar por dentro de mais conteúdos como este, basta acompanhar o nosso blog!

Compartilhe!

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.