Zonas de cuidado no pós-operatório da Cirurgia Metabólica: Zona Verde, Zona Amarela e Zona Vermelha

A importância do pós-operatório na Cirurgia Metabólica

Para a cirurgia metabólica obter resultados de sucesso, ela depende de um pré-operatório bem feito, um transoperatório seguro e  um pós-operatório atento e dedicado. O pós-operatório é a fase em que o paciente se encontra em um estado mais vulnerável, com seu sistema imunológico e, é nesse momento em que se instaura maior atenção.  Portanto, existem alguns procedimentos recomendados e algumas características para atentar-se. Conheça alguns deles:

Zona de Cuidado Verde – pós-operatório habitual 
  • Lavar com água e sabão as feridas operatórias.
  • Manter a ferida operatória sempre bem seca.
  • Se necessário, faça uso de analgésicos como orientação do seu médico.
  • Fazer a profilaxia de TEV conforme orientação do seu médico.
  • Seguir estritamente as orientações dietéticas do seu médico.
  • Prefira sempre adoçantes à açúcares. Evite doces. Faça refeições com pequenos volumes várias vezes ao dia.
  • Evitar ficar deitado durante o dia. Prefira a posição assentado em poltrona a fim de evitar restrição respiratória que pode persistir por até duas semanas pós-cirurgia e assim evitar complicações pulmonares.
  • Procure caminhar dentro de casa para evitar tromboembolismo, especialmente nas três primeiras semanas.
  • Inicie um trabalho de exercícios físicos supervisionados e de baixo impacto assim que for liberado por seu médico assistente.
Zona de Cuidado Amarela

As características da zona amarela são de um pós-operatório não corriqueiro, por isso a atenção deve ser redobrada.

Atente-se aos seguintes sinais:
  • Presença de secreção na ferida cirúrgica.
  • Diarréia ou o intestino não funcionar após algumas semanas da cirurgia.
  • Inchaço assimétrico nas pernas.

Atenção: não consuma alimentos fora das recomendações dietéticas do seu médico.

Zona de Cuidado Vermelha 

Na zona vermelha se concentra um alto risco de complicações.

Sinais de alerta: 
  • Falta de ar.
  • Dificuldade de andar.
  • Dor forte abdominal que não melhora com analgésicos recomendados.
  • Vômitos que não melhoram apesar do uso de medicamentos.
  • Temperatura axilar maior que 38° após 48h de pós-operatório.

Caso sinta alguns desses sinais, comunique o seu médico e procure o pronto-socorro.

Fonte: http://bit.ly/39oPr22

Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário e continue acompanhando o portal.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.